top of page
  • CyberX

Privacidade e Segurança em Dispositivos de Assistência Pessoal

Nos últimos anos, assistentes pessoais como a Alexa da Amazon, Siri da Apple e Google Assistant tornaram-se cada vez mais populares. Essas ferramentas de voz inteligente oferecem uma ampla gama de recursos úteis, permitindo que as pessoas controlem suas luzes, termostatos e mecanismos de entretenimento com apenas um comando de voz. No entanto, a crescente dependência em nossa vida cotidiana traz preocupações acerca da segurança e privacidade, afinal esses dispositivos estão sempre ouvindo, analisando e gravando nossas interações pessoais.


Nesses dispositivos, os utilizadores podem partilhar informações de si próprios, como histórico de navegação, localização, contatos e de pagamento. Isso significa um risco das informações particulares serem capturadas e armazenadas pelos fabricantes, e portanto, serem usadas para fins mal-intencionados.


A importância da privacidade e segurança em dispositivos de assistência pessoal é que, enquanto um se refere ao direito de controlar seus próprios dados e decidir quem pode ter acesso a eles, o outro, a segurança, tem a ver com a proteção desses dados contra o roubo e o acesso não autorizado.

Para mitigar esses riscos, é necessário adotar medidas que proporcionem o aumento da privacidade e segurança nos dispositivos. Abaixo, alguns temos exemplos:

  • Leia a política de privacidade do fabricante e saiba quais informações são coletadas e como elas são utilizadas. Além disso, verifique se há permissão de quem criou para saber quais opções de privacidade podem ser configuradas;

  • Utilize senhas fortes e únicas para acessá-los incluindo quaisquer aplicativos relacionados para proteger as informações pessoais durante a transmissão;

  • Desligue o microfone quando não estiver sendo utilizado, através de um botão existente no dispositivo que permite essa ação para garantir que as conversas privadas não estejam sendo gravadas;

  • Mantenha atualizado o software, pois as atualizações geralmente incluem importantes correções de segurança e recursos adicionais de privacidade;

  • Configure o controle de voz para que seja respondido apenas ao comando de voz do utilizador, e autorizar quem pode ter acesso.

  • Configure a autenticação de dois fatores de forma que uma camada extra de segurança seja inserida nas contas pessoais;

  • Exclua gravações de interações anteriores com o dispositivo para que a privacidade não seja colocada em risco;

  • Não conecte o dispositivo as redes públicas ou não seguras de Wi-Fi e nem compartilhe informações confidenciais, como senhas ou números bancários;

  • Se decidir vender ou doar o dispositivo, certifique-se de excluir todas as informações pessoais e configurações associadas a ele.

Além disto, os dispositivos podem ser vulneráveis a ataques cibernéticos, como malware e invasões de hackers. Para evitá-los, necessita-se de fortes medidas de segurança, como autenticação do utilizador, criptografia de dados eficaz e atualizações regulares de segurança, por exemplo.


As empresas que fabricam os dispositivos de assistência pessoal devem fornecer informações acessíveis e concisas sobre como os dados são coletados, utilizados e divulgados e também agir com responsabilidade sobre suas políticas de privacidade e segurança.


Em conclusão, a privacidade e segurança nestes dispositivos são questões relevantes em um mundo cada vez mais conectado e portanto devem ser levadas a sério por quem os cria e quem os usa.


Gostou do nosso post? Fique ligad@ para mais novidades!

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page