top of page
  • CyberX

O que é roubo de identidade e como evitá-lo

Com o aumento do uso da Internet e das redes sociais, o roubo de identidade se tornou um problema extremamente comum na era digital. Considerado crime, afeta milhões de pessoas em todo o mundo. O roubo de identidade ocorre quando o criminoso assume a identidade de outra pessoa que se torna a sua vítima, para obter acesso a informações pessoais e financeiras sem qualquer tipo de autorização.


Como acontece o roubo de identidade?

O roubo de identidade pode acontecer de várias maneiras, incluindo phishing, malware, ataques de engenharia social, através de publicações online, entre outros métodos. Abaixo segue a diferença entre estes 4 principais tipos:

  1. Phishing é um método comum de roubo de identidade online, em que os criminosos criam sites falsos ou enviam e-mails fraudulentos, que parecem ser de instituições legítimas, como bancos, empresas de comércio eletrônico e sites de mídia social. Esses sites ou e-mails podem solicitar informações pessoais, como senhas, números de cartão de crédito e informações de conta bancária, e o utilizador pode fornecer essas informações sem perceber que está sendo enganado.

  2. Publicações online é outro método que os atacantes buscam informações pessoais publicadas pelos próprios utilizadores na Internet. Eles geralmente compartilham informações pessoais, como nome, endereço, data de nascimento, número de telefone e outras informações em redes sociais, fóruns e outros sites na internet. Os utilizadores devem ter cuidado ao divulgar informações pessoais na internet, especialmente em sites de redes sociais e outros sites que podem ser acessados por muitas pessoas.

  3. Malware é outro método usado pelos criminosos para roubar informações pessoais. Eles podem infectar o computador do utilizador com um vírus ou um programa malicioso que pode capturar informações digitadas pelo utilizador, incluindo senhas e outras informações pessoais.

  4. Ataques de engenharia social são outro método usado pelos criminosos para obter informações pessoais. Eles podem se fazer passar por outra pessoa em uma mensagem de texto, e-mail ou ligação telefônica, e tentar convencer o utilizador a fornecer informações pessoais. Uma vez que os criminosos obtenham estas informações, eles podem usá-las para realizar uma série de atividades fraudulentas, incluindo abrir novas contas de crédito, fazer compras em nome do usuário, transferir dinheiro para outras contas e até mesmo cometer crimes em nome do usuário.

O resultado é devastador, pois a vítima pode perder dinheiro, tem a sua reputação manchada e ainda enfrenta as consequências desse crime por muito tempo. Isso acontece devido a quantidade de informações partilhadas na Internet, portanto, os ladrões de identidade conseguem obter o que é necessário para que se passem pelas vítimas, e assim realizarem atividades fraudulentas no nome delas.


Algumas medidas de proteção

Felizmente, existem maneiras que podem ser aplicadas para que o crime seja evitado e assim, se manter em segurança no mundo digital. Algumas delas são elas:

  • Mantenha em sigilo suas informações pessoais: Evite partilhar esse tipo de dado no meio online, principalmente o número do CPF, cartões bancários e senhas, endereços, em sites e com pessoas desconhecidas. Toda informação particular precisa estar somente em locais de extrema confiança.

  • Atenção a e-mails e mensagens suspeitas: Muito importante estar atento a esse tipo de conteúdo para não se tornar uma vítima dos criminosos. Não clique e nem abra no que seja proveniente de remetentes não verdadeiros.

  • Soluções de segurança precisam ser utilizadas: Necessário que o computador e o dispositivo possuam antivírus e firewall e ambos sejam atualizados regularmente para mais segurança.

  • Uso de senhas fortes e autenticação de dois fatores: Para cada conta que se tenha no meio online, precisa ter uma senha difícil de ser descoberta pelos invasores, e que seja forte também para trazer mais proteção à conta do usuário. Ao criá-la, não utilize palavras ou caracteres comuns e nem utilize a mesma senha para contas diferentes. Já a autenticação de dois fatores precisa estar ativada, pois essa medida de segurança adiciona uma camada extra de defesa ao exigir um código adicional para que a conta consiga ser acessada, além da senha.

  • Verifique com frequência as contas que possui: Fique de olho em contas, cartões e transações bancárias, e notifique imediatamente a instituição financeira caso perceber qualquer atividade não autorizada, como cobranças indevidas e pedidos de créditos não solicitados.

  • Jamais forneça por telefone o que for particular: A menos que se tenha iniciado uma chamada com uma empresa de caráter confiável. Caso contrário, informações sobre a vítima poderão ser usadas contra ela, a favor dos criminosos.

Seguindo as medidas de segurança acima citadas, as chances de ser uma vítima do roubo de identidade reduzem significativamente. Caso suspeite que esteja sendo vítima, as autoridades e instituições devem ser alertadas com urgência para que as soluções possam ser colocadas em prática.


Por fim, o roubo de identidade é uma grande adversidade que gera duradouras consequências financeiras e emocionais para as vítimas. No entanto, com as formas de prevenção existentes, o risco é minimizado sobre um possível roubo de identidade da vítima.


Extra

A Kaspersky, publicou alguns anos atrás esse vídeo explicando mais sobre prevenção de roubo de identidade, dê o play para saber mais!

Já conhecia sobre o roubo de identidade? Compartilhe esse post para alertar sua rede de amigos e conhecidos.

37 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page