top of page
  • CyberX

Fraudes em Anúncios Pagos na Internet

Atualizado: 25 de mai. de 2023

Nos últimos anos, o crescimento exponencial da Internet trouxe consigo uma nova era de publicidade digital. Anúncios pagos online se tornaram uma ferramenta crucial para empresas que buscam alcançar um público mais amplo e impulsionar suas vendas. No entanto, à medida que o alcance dos anúncios pagos aumentou, surgiram preocupações significativas relacionadas à integridade e à eficácia dessas estratégias de marketing.


A fraude em anúncios online envolve práticas enganosas e fraudulentas projetadas para inflar artificialmente as métricas de desempenho dos anúncios, como cliques, visualizações, conversões e até mesmo realizar download de malwares. Essas ações prejudicam tanto os anunciantes quanto os consumidores, minando a confiança no meio digital e desperdiçando recursos valiosos.


Fonte: Malwarebytes

As perdas financeiras causadas por essas práticas enganosas são estimadas em bilhões de dólares anualmente, afetando tanto as empresas quanto os consumidores. Para combater esse problema, é necessário um esforço conjunto entre anunciantes, plataformas de publicidade e autoridades regulatórias para implementar medidas de segurança robustas, tecnologias avançadas de detecção de fraude e padrões éticos claros.


Tipos de Fraudes


Existem várias formas de fraude em anúncios pagos que têm sido amplamente utilizadas por indivíduos e grupos mal-intencionados. São eles:

  1. Cliques fraudulentos: Nesse tipo de fraude, bots ou pessoas mal-intencionadas clicam repetidamente em anúncios com o objetivo de aumentar o número de cliques e, consequentemente, os custos para o anunciante.

  2. Roubo de criativos: Inclui a cópia ou uso não autorizado de criativos de anúncios de empresas legítimas para promover produtos ou serviços falsos. Assim, os usuários são ludibriados e a reputação da empresa original é prejudicada.

  3. Click Farms: Operações em que pessoas contratadas são pagas para clicar em anúncios ou interagir com conteúdo online. Click farms podem estar localizadas em países de baixo custo e criam a ilusão de engajamento genuíno, quando na verdade são apenas cliques inautênticos.

  4. Impressões falsas: Já nesse tipo de fraude, os anúncios são exibidos em locais onde não são visíveis para os usuários, como em partes não visíveis da página ou em janelas pop-up ocultas. Isso resulta em uma contagem falsa de impressões, levando o anunciante a pagar por uma exposição que não aconteceu.

  5. Cliques incentivados: Aplicativos ou sites podem oferecer incentivos aos usuários para clicarem em anúncios, mesmo sem interesse real no produto ou serviço anunciado. Desta forma, as métricas de desempenho são distorcidas, além de resultar em gastos desperdiçados para o anunciante.

  6. Tráfego gerado por bots: Bots automatizados podem ser programados para visitar um site ou clicar em anúncios, criando tráfego falso e inflacionando as métricas de desempenho. Esse tipo de fraude acarreta decisões equivocadas de alocação de orçamento publicitário.

  7. Publicidade oculta: Alguns anunciantes podem tentar ocultar ou disfarçar anúncios pagos como conteúdo editorial legítimo, enganando os usuários quanto à natureza comercial do conteúdo. Com isso, as diretrizes éticas e de transparência são violadas.

  8. Roubo de informações com malwares: Uma nova onda de anúncios pagos com malwares está a se espalhar. Já é possível encontrar diversos anúncios que simulam sites legítimos, mas na verdade fazem as pessoas realizar o download de malwares para capturar informações pessoais e sensíveis.

Consequências


Com o aumento significativo na utilização de anúncios pagos na internet como uma estratégia de marketing eficaz para instituições de todos os setores, as consequências decorrentes das fraudes em anúncios pagos também estão presentes. Essas fraudes, realizadas por meio de práticas maliciosas, têm impactos significativos tanto para anunciantes quanto para usuários. Veja abaixo:

  • Perda financeira: Os golpistas geralmente utilizam métodos como cliques e impressões ou tráfego gerado por bots, para fazer com que os anunciantes paguem por interações que não são verdadeiras. Isso leva a um desperdício de recursos financeiros e afeta negativamente os orçamentos de publicidade.

  • Distorção de métricas e análises: Cliques e impressões falsas inflam artificialmente as taxas de cliques e impressões, induzindo os anunciantes a acreditar que estão obtendo melhores resultados do que realmente estão. Isto posto, determina a decisões de marketing equivocadas e alocar recursos de forma ineficiente.

  • Reputação prejudicada: Com os anúncios associados a práticas falsas, os consumidores perdem a confiança na marca e em seus produtos ou serviços. O resultado é a diminuição do envolvimento do público, perda de clientes e danos duradouros à imagem da empresa.

  • Diminuição da eficácia da publicidade: Se os anunciantes não confiam nos canais de publicidade digital devido à alta incidência de fraudes, podem optar por investir menos em anúncios online ou buscar outras formas de marketing. Isso impacta negativamente o setor de publicidade digital como um todo e afetar as receitas das plataformas de anúncios.

  • Aumento dos custos de publicidade: Quando os anunciantes são vítimas de fraudes, eles podem exigir mais garantias de segurança das plataformas de anúncios ou ajustar suas estratégias de compra de anúncios para evitá-las. Consequentemente, acontece um aumento dos custos de implementação de medidas de segurança ou uma maior concorrência por espaços publicitários legítimos, elevando os preços dos anúncios.

No geral, as fraudes em anúncios pagos na internet têm o potencial de prejudicar a confiança dos anunciantes, impactar a eficácia da publicidade online e causar prejuízos financeiros.


Medidas de Prevenção


É importante que as plataformas de anúncios e os anunciantes adotem medidas robustas de detecção e prevenção de fraudes para minimizar os riscos, como:

  1. Verificação do tráfego: Utilize ferramentas de análise de tráfego para monitorar e verificar a qualidade do tráfego do site. Isso ajuda a identificar padrões e comportamentos suspeitos, indicando possíveis fraudes.

  2. Parcerias com fornecedores confiáveis: Trabalhe apenas com plataformas de publicidade e fornecedores de tráfego fidedignas, que tenham políticas e sistemas robustos de detecção de fraudes. Pesquise e avalie cuidadosamente os parceiros em potencial antes de iniciar uma campanha.

  3. Monitoramento de métricas-chave: Acompanhe de perto as métricas-chave, como taxas de conversão, tempo médio de sessão e origem do tráfego. Variações significativas nessas métricas indicam atividades inautênticas.

  4. Autenticação de cliques: Use sistemas de autenticação de cliques, como tokens criptográficos, que garantam que os cliques nos anúncios sejam legítimos e provenham de fontes seguras. Isso reduz a chance de cliques falsificados ou gerados por bots.

  5. Filtros de bots e spiders: Implemente filtros que reconheçam e bloqueiem bots e spiders conhecidos, que são programas automatizados usados para gerar tráfego falso.

  6. Análise de padrões: Utilize algoritmos de análise de dados para identificar padrões suspeitos nos cliques ou comportamentos de usuários. Por exemplo, se houver uma alta concentração de cliques de um determinado país ou região, isso pode ser um sinal de fraude.

  7. Colaboração com a indústria: Participe de fóruns e grupos de discussão da indústria para compartilhar informações e melhores práticas com outros profissionais de marketing. A colaboração pode ajudar a identificar ameaças em comum e desenvolver soluções eficazes.

  8. Auditorias regulares: Realize auditorias periódicas de suas campanhas de publicidade pagas para que quaisquer discrepâncias ou atividades suspeitas sejam constatadas. Isso pode ajudar a identificar fraudes que possam ter passado despercebidas.

  9. Transparência e medição: Os anunciantes devem exigir transparência dos seus parceiros de publicidade digital em relação aos custos, métricas de desempenho e posicionamento dos anúncios. É importante ter acesso a relatórios detalhados e dados de medição confiáveis ​​para avaliar o retorno sobre o investimento e tomar decisões informadas.

  10. Colaboração e monitoramento contínuo: A colaboração entre anunciantes, agências, plataformas de publicidade e fornecedores de tecnologia é fundamental para enfrentar os desafios da publicidade digital. É importante estabelecer uma linha de comunicação aberta e compartilhar informações sobre ameaças emergentes, práticas fraudulentas e melhores práticas de segurança.

Lembre-se de que a prevenção e detecção de fraudes em anúncios pagos é um desafio em constante evolução. Portanto, é indispensável manter-se atualizado sobre as práticas recomendadas e as novas tendências de fraude, bem como estar preparado para adaptar suas estratégias conforme necessário. A transparência, a vigilância constante e a colaboração entre os envolvidos são fundamentais para garantir uma publicidade digital segura, eficaz e ética.


Você utiliza anúncios pagos? Deixe seu comentário abaixo!

6 visualizações
bottom of page